Green thai chicken curry

Mai 28th

Nunca pensei que numa estreia fosse ficar tão, mas tão satisfeita comigo própria…

Há uns tempos num programa do Jamie Oliver, descobrimos esta loja e, durante a nossa visita a Londres, ao dar literalmente de caras com ela e com o aroma que saltava para a rua, tivemos mesmo de trazer uns pózinhos mágicos! Se é verdade que a modéstia não é virtude que me assista, também é verdade que no que toca à cozinha consigo ser muito imparcial e classificar friamente aquilo que preparei. Desta feita, não há como negar, a minha primeira abordagem à cozinha tailandesa resultou numa refeição simplesmente fenomenal! Para os apreciadores de aromas fortes e frescos, para os resistentes à malagueta mais picante, para os adoradores de comida oriental… não há como resistir a este curry!

Ingredientes:

  • 2 peitos frango
  • 300 ml leite de coco
  • 1 molho de coentros
  • 4 hastes de cebolinho
  • raspa de 1 lima
  • 4 chalotas pequenas
  • 4 dentes de alho
  • 3 cm gengibre fresco
  • 1 colher de chá de coentros moídos
  • 1 colher de chá de cominhos
  • 1 colher de chá de açafrão
  • óleo de amendoim q.b.
  • flor de sal q.b.
  • alho em pó q.b.
  • 1 malagueta
  • 1 colher de sopa de molho de peixe
  • 3 colheres de chá de preparado em pó de green curry
  • 3 colheres sopa coco ralado (para o arroz thai)

Preparação:

  • Cortar os peitos de frango em cubos pequenos.
  • Fritar o frango com um fio de óleo, flor de sal e alho em pó.
  • Reservar o frango.
  • Esturgir as chalotas, o alho, a malagueta e o gengibre finamente picados num fio de óleo e molho de peixe.
  • Juntar o preparado em pó e as restantes especiarias, o leite de côco, a raspa da lima e o cebolinho picado e deixar apurar.
  • Adicionar o frango.
  • Servir com coentros frescos picados e arroz thai de côco (preparar arroz thai simples e a meio da cozedura adicionar o côco ralado).

Bon appétit!

Sugestão de vinho:

Juntamos “Londres”, “Comida tailandesa” e “vinhos” e obtemos… André Ribeirinho.

O André Ribeirinho é um dos fundadores da primeira rede social de vinhos, Adegga.com, que reúne entusiastas de todo o mundo, online e em eventos para consumidores. É embaixador “não-oficial” do Vinho do Porto em todos os locais do mundo para onde viaja regularmente e é um dos mentores da comunidade #winelover.

Londres está no seu roteiro habitual de viagens e a comida tailandesa é a sua maior perdição à mesa. Não fazia sentido ir pedir sugestões de vinho a mais ninguém.

 

O que me apaixona na cozinha Thai é a riqueza de sabores, completamente opostos, que estão normalmente presentes num mesmo prato Thai. O doce, o amargo, o salgado e simultaneamente o (muito ou pouco) picante são parte activa de um bom caril Tailandês.

Por causa disso um caril Thai seria tipicamente um dos pratos mais complicados de acompanhar com vinho. Na prática existem alguns vinhos que combinam de forma quase perfeita com este tipo de cozinha e de prato.  
 
De forma geral eu uso duas regras para acompanhar cozinha Thai com vinho:
 
1) Por um lado o vinho deve ser branco, muito aromático e frutado. Principalmente deve ter uma boa vivacidade (como por exemplo um Vinho verde que quase nos morde a língua). Esta vivacidade vai equilibrar o lado mais salgado do prato (que vem sobretudo do molho de peixe) e também a cremosidade do leite de coco.
 
2) Por outro lado o vinho deve ser ligeiramente doce. O açúcar irá ajudar a “suportar” o picante do prato e ao mesmo adicionar prazer do caril na boca. 
 
Em Portugal é possível comprar alguns vinhos com estas características. Recomendo os seguintes: 
 
Brancos (alguns ligeiramente doces):
 
Colheitas Tardias
 
Para uma sugestão alternativa sugiro um espumante ligeiramente doce. Por exemplo um Murganheira Reserva Meio-Seco
Pessoalmente nunca combino vinhos tintos com cozinha asiática. No entanto, nada como experimentar diversas combinações (um tinto mais leve como um Pinot Noir por exemplo) para saber o que cada um gosta mais. Eu, claro, prefiro os brancos!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *