Bacalhau à brás em trouxa de couve

Mai 14th
Bacalhau à brás em trouxa de couve

Segundo reza a lenda, este prato tão típico português foi criado por um taberneiro de Lisboa.

Esta é a minha versão, mais rica em azeitonas que lhe acentuam o sabor, num embrulho que dá vida a um prato habitualmente pouco requintado.

Ingredientes:

  • 1 couve lombardo
  • 2 cebolas pequenas
  • 4 dentes de alho
  • 70 gr de azeite
  • 500 gr de bacalhau demolhado e desfiado
  • 125 gr de batata palha
  • 2 ovos + 2 gemas
  • azeitonas
  • salsa
  • sal e pimenta

Preparação:

Modo Tradicional
  • Leve as folhas de couve a cozer inteiras em água fervente temperada com sal, por 5 minutos. Escorra a água e reserve.
  • Refogue as cebolas e os alhos no azeite. Junte o bacalhau desfiado, envolva e deixe refogar durante 8 minutos.
  • Bata os ovos com as gemas até ficarem cremosos e deite-os no preparado anterior mexendo sempre.
  • Adicione a batata palha, rodelas de azeitonas e a salsa picada.
  • Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar até ficar ligeiramente sólido.
  • Deite em cada folha de couve uma porção do preparado anterior.
  • Embrulhe formando uma trouxa e coloque uma azeitona em cima com a ajuda de um palito.
Modo Bimby
  • Colocar no copo as cebolas e os alhos e pique 5 seg/ vel 5.
  • Adicione o azeite e refogue 5 min/ varoma/ vel 1.
  • Junte o bacalhau e programe 8 min/ 100ºC/  colher inversa / vel. colher.
  • Coloque o preparado numa frigideira e leve ao lume.
  • Sem lavar o copo, deite os ovos e as gemas e bata durante 10 seg/ vel 2.
  •  Deite os ovos batidos para o preparado anterior, mexendo sempre.
  • Adicione a batata palha, rodelas de azeitonas e a salsa picada.
  • Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar até ficar ligeiramente sólido.
  • Deite em cada folha de couve, cozida préviamente, uma porção do preparado anterior.
  • Embrulhe formando uma trouxa e coloque uma azeitona em cima com a ajuda de um palito.

Sugestão de vinho:

Convidámos o Manuel Moreira, escanção, autor do “Guia de Vinhos Portugueses 2009, 2010 e 2012“, considerado “Best Sommelier in Portugal 2009” pela revista Wine Business International e co-proprietário do restaurante G-Spot em Sintra, para nos sugerir a harmonização desta receita:

“Para este prato o ideal passará, apesar de outras possibilidades, como um branco suave com ligeira batonnage e ligeira madeira que harmoniza com a textura e sabor da preparação; com um rosé sulista, macio e redondo, com bom sabor, algum corpo. Algarve e Alentejo.
Agora será muito interessante com um espumamte jovem, pois a mousse do espumante funciona bem com a textura crocante da batata, com a frescura geral do prato e aproveita-se a acidez para conferir alegria na conjugação. 
Idealmente um Blancs de Blancs, como pode ser o caso do Soalheiro espumante.”

 

Deixar uma resposta

Connect with:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>